O computador esta pedindo para eu fazer upgrade do meu cérebro


O-computador-esta-mandando-eu-fazer-upgrade-do-meu-cérebro

Quantas vezes ao utilizar um software, aplicativo ou site você se depara com uma interface que requer um novo aprendizado? Tudo que você usava antes não esta mais no lugar, seus hábitos que te traziam velocidade para executar cada ação se tornaram inúteis e agora seu cérebro é obrigado a fazer um upgrade para conseguir fazer novas associações e realizar as tarefas.

Ontem li em um livro a seguinte frase “O computador esta pedindo para eu fazer um upgrade do meu cérebro”, achei interessante e percebi que isso realmente esta se tornando cada vez mais frequente com as constantes atualizações de aplicativos e sistemas operacionais.

Um exemplo bem expressivo desse tema é a interface metro do Windows 8, que está causando um pouco de frustração para usuários que já estão acostumados aos velhos hábitos. As vendas de notebooks tiveram uma queda e a procura por notebooks com o sistema operacional antigo é frequente, esses dias estava em uma loja no centro da cidade e entrou um senhor na loja e solicitou ao atendente o orçamento de dois notebooks mas que precisa ter o Windows 7 instalado, o atendente falou que não tinha, que todas as máquinas já vinham com a nova versão do software, fiquei lá e acompanhei todo o processo que  foi bem rápido, logo após o atendente ter falado que não podia ajudar, o cliente foi embora sem hesitar.

A zona de conforto nas pessoas as impedem de se esforçarem e procurarem saber como utilizar a nova interface, as atualizações irão sempre acontecer pois a ideia é sempre melhorar o que já existe, cabe aos designer tratar essa questão tão delicada de uma forma que não cause frustrações e o pior a rejeição por acharem que as mudanças foram para pior. Na minha opinião o Windows sim tinha que mudar, o que ocorreu foi que a mudança deixou as pessoas um pouco confusas já que nada mais era como antes, para fechar uma aplicativo na área do menu ficou muito escondido e o fato de não fechar a impressão que temos é que o software está consumindo memória desnecessária, agora o uso da pesquisa se tornou a melhor forma de achar alguma coisa no menu iniciar algo que para usuários do sistema não estavam habituados.

Mas não é só em sistemas operacionais que isso ocorre, em sites acontece a mesma coisa, quando uma empresa resolve reestruturar suas páginas designers que não pensam na usabilidade e arquitetura, esquecem que as pessoas já estavam acostumados com os recurso disponíveis sempre no mesmo lugar, e quando se faz um redesign é necessário fazer estudos e ver o que realmente é importante e não esconder features importantes do negócio para que o upgrade não seja prejudicial.

Memória

Uma das principais dificuldades por parte dos usuários é aceitar novos padrões que fogem de suas características habituais, alguns sites até tentam ensinar por meio de tutoriais enquanto o visitante navega nas suas páginas, sites que requer frequência como em redes sociais esses tutorias ajudam , mas quando as visitas são esporádicas lembrar de como localizar as informações necessárias ou realizar tarefas muito especificas se torna um ato de muito esforço, e em um mundo onde a informação é excessiva e muito rápida esforço é o que as pessoas não querem ter, criando a rejeição e aspectos negativos para o negócio.

As pessoas não precisam usar a memória para encontrar o que precisam após já terem utilizado o software ou visitado um site e sim reconhecer e perceber facilmente os elementos, criando assim satisfação na utilização e provocando melhor aceitação e vinculo.

Esses são alguns motivos para não fazer upgrades na cabeça das pessoas mas sim desenvolver novas interfaces de forma cuidadosa e totalmente centrada nos usuários, criando experiências diferenciadas mas ao mesmo tempo pensando no que realmente é importante para o público-alvo exercendo características que não ataquem diretamente na zona de conforto.

 

 

 





Artigos Relacionados


Designer de Interface pós graduado em Arquitetura da Informação. UI/UX Designer e Front-end Developer, atualmente atendo empresas como freelancer e sou colaborador em uma agência de comunicação onde desenvolvo interfaces criativas com foco na experiência do usuário. Organizador por natureza acredito que o caos é a matéria-prima necessária.

2 comentários em “O computador esta pedindo para eu fazer upgrade do meu cérebro

  1. Fábio Godoi 10 de abril de 2014 21:23

    Ótima postagem, esse site está na minha página inicial, sempre leio as matérias mas nunca comento, porém este post é muito informativo e mostra que não basta conhecer linguagens para criar um site é preciso conhecer muita teoria também que envolva usabilidade. Parabéns, continue assim!

    • Robson Moulin 10 de abril de 2014 22:32

      Olá, Fábio
      Quem bom que tem gostado dos post, obrigado pelas visitas. É verdade a muita coisa por trás de um design elegante, e até mais importante do que o visual em si.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>